Tel: (11) 3217-7070

Canudos plásticos: Entenda por que é importante ficar atento ao uso .

Canudos plásticos-proteção ambiental
Relações Públicas: Jesiane Queiroz

Os canudos plásticos tem se tornado um grande problema ecológico nos últimos anos, pois causam diversos impactos ambientais negativos. Tal situação deveria nos remeter a reflexão de qual é o fim de todos os resíduos que descartamos, ou ainda será que é possível reduzirmos nosso consumo diário mesmo que pouco mas significativamente positivo para nossa natureza?

Por este motivo, foi criada uma nova norma, publicada no Diário Oficial, que proíbe o fornecimento de canudos em qualquer tipo de estabelecimento, como hotéis, restaurantes, bares, padarias, clubes noturnos, eventos, fast foods, entre outros.

Segundo a WWF (World Wide Fund for Nature), uma Organização não Governamental Internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental, o Brasil está na 4°posição entre os 15 países que mais geram lixo plástico no mundo. Ou seja, em uma conta rápida é possível criar uma estimativa de aproximadamente 11 milhões de toneladas, ao ano, e o mais triste desses resultados, são que menos de 2% desse total é reciclado, tornando a previsão alarmante com mais de 100 milhões de toneladas previstas para descartes na natureza sem chance de retorno, o que dificulta diretamente qualquer tipo de campanha que promova o combate à poluição.

História do uso dos Canudos Plásticos

Canudos Plásticos-histórico

O canudo, um material desenvolvido para ser utilizado geralmente em um bebida, composto em sua grande maioria de polipropileno (plástico) que tem seu primeiro registro histórico há pelo menos 130 anos atrás, pelo americano Marvin Stone, que realizou sua primeira patente.
A chegada dos canudos de plásticos no Brasil, aconteceu de fato entre os anos 1960 e 1970, onde as qualidades dos materiais eram bem superiores a resistência do papel, com capacidade de dobra, e o que proporcionou a transformação do consumo, sendo na década de 80, unanimidade usado pela sociedade alimentícia.
Assim, apesar de terem surgido como algo revolucionário, os canudos representam uma grande ameaça à vida marinha e consequentemente à vida humana. Isso porque ele é um item de uso único e, na maioria das situações, bastante dispensável. Tudo isso contribuiu para ele ser considerado o “vilão da vez”.

Entenda a Lei

Canudos plásticos-canudos coloridos dentro do pote

O Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, sancionou um projeto de Lei 17.727 que prevê a proibição de fornecimento de canudos por toda a cidade de São Paulo, a Lei estipula uma multa para quem descumpri o mandato em valor aproximado de até 8 mil reais.
O principal objetivo dessa sanção, é chamar a atenção para a produção do canudo, que contribui para o consumo de petróleo, que é uma fonte não renovável natural e que seu tempo de utilização é muito curto.
De forma geral, além dos canudos a lei citada, procura chamar além da atenção para toda a parcela de plásticos produzidas e utilizadas, mas também para todo lixo produzido e os resultados reais que vivenciamos em médio e longo prazo.

Por que consumir menos plásticos?

Canudos plásticos-Praia cheia de Lixo

Atualmente a poluição marinha é causada por um material encontrado em diversos ambientes costeiros do Brasil e do mundo conhecido como microplástico, o resíduo tem se tornado uma grande preocupação , principalmente em função de sua elevada capacidade de degradação.

Os componentes de lixo marinho, por exemplo chegam aos oceanos em grande parte dos casos no escoamento, vazamento de perdas de processos, líquidos e materiais sólidos industriais. Em muitos casos ainda, eles vão para o ambiente de forma ainda mais direta como através de esgotos.
O principal objetivo da conscientização do uso do plástico, é transformar o conceito de “descartar” em hábito de “reciclar, reduzir e reintroduzir” de forma significativa que transforme o ciclo produtivo do canudo, que é extremamente curto em qualquer que seja o nível de segmentação, provocando dessa forma uma importante independência do plástico.

O plástico é um material 100% reciclável. Porém, o grande desafio para que isso ocorra efetivamente é fazer com que, por exemplo, os canudos sejam encaminhados em sua totalidade para um cooperativa dedicada a reciclagem e encaminhados a fabricação de matéria prima.

Diminua o seu lixo sem fazer grandes sacrifícios

Evitar embalagens desnecessárias, optar por produtos com embalagens únicas, preferir embalagens reutilizáveis, como potes de vidros ou até mesmo biodegradáveis, reaproveitar sacolas plásticas como sacos de lixo, descartar o lixo reciclável separadamente são formas simples e que drasticamente contribuem para você ir além do que não apenas descartar a utilização dos canudos mas sim, promover a proteção do meio ambiente de forma ampla transformando assim positivamente nosso meio ambiente.

Colabore com a Diminuição do Uso e Proteja o Meio Ambiente

A colaboração e o compromisso de consciência é exatamente o que precisamos ter, seja como empresa, indústria ou em até nas nossas ações diárias. O plástico, em todas as suas formas, torna-se um inimigo fatal, sendo o próprio uma forma de ataque às nossas vidas.

Placa Não Utilizamos Canudos Plásticos

A Afixgraf oferece em sua loja virtual, para aquelas cidades ou até mesmo comerciantes que iniciaram a campanha de alerta para o uso indireto ou em muitos casos diretamente do plástico, a sinalização focada para chamar atenção do uso do canudo, a Placa Não Utilizamos Canudos Plásticos, que tem por objetivo provocar a conscientização e a colocação em prática da redução da geração do resíduo plástico no meio ambiente, e não apenas para o uso do canudo mas de todos os diversos objetos gerado por esse material que é tão prejudicial ao nosso ambiente. Acesse nossa loja virtual!

Deixe uma resposta

Loja Virtual

Loja Virtual AfixGraf
*Somente linha de Sinalização

Contato

Tel: (11) 3217-7070
WhatsApp: (11) 94577-0955

Relações Públicas: Jesiane Queiroz

Siga a AfixGraf!

Acompanhe a AfixGraf nas redes sociais: